You will find the requested password in your e-mail.

BEM-VINDO À

FAMOUS CROWS

GUEST HOUSE

A Famous Crows Guest House é um alojamento simpático e acolhedor, pronto a receber os viajantes num ambiente relaxante. A grande mais valia do espaço é a sua localização central que permite que os viajantes visitem facilmente a cidade e os arredores, onde podem encontrar extraordinários monumentos culturais.

AS NOSSAS INSTALAÇÕES

Oferta de produtos de higiene

Ar condicionado

Cofre

Aluguer de automóveis privado

Serviço de limpeza diário

Secador de cabelo

Câmaras de segurança (CCTV)

Informações sobre passeios

Ferro de engomar

Toalhas

Kitchenette

Wi-Fi

Gratuito

Receção

(multilingue)

Sala de estar e convívio

TV

Água quente

PORQUÊ «FAMOUS CROWS»?

Reza a lenda que o corpo de S. Vicente, martirizado em Valência, foi trazido para Sagres, no Algarve, no ano 303. O primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, quis transferir as ossadas do santo para Lisboa. A acompanhar o barco vieram dois corvos (crows) que vigilantemente as protegeram.

Os corvos tornaram-se então símbolos de lealdade e proteção, conquistando um lugar no brasão da cidade: um à proa e outro à popa de uma caravela,

vigiando o corpo de S. Vicente. Depois deste episódio, os corvos começaram a ser vistos como seres benévolos e adorados em Lisboa, onde até há poucos anos era habitual encontrá-los em muitos bares, chamando pelo nome os melhores clientes.

Atualmente, os corvos desapareceram de Lisboa e são cada vez mais esquecidos como símbolo da cidade.

Rua de Belém, nº 70 – 1º Lisboa

geral@famous-crows.pt

HÓRARIO DE ATENDIMENTO

12h às 20h

Check-in: 15h

Check-out: 12h

*Ligue-nos se pretender fazer check-in depois das 20h .

CONTACTE-NOS

Info e Reservas:

geral@famous-crows.pt

Gestão:

admin@famous-crows.pt

Rua de Belém, nº 70 – 1º

Lisboa, Portugal

VIDEO AJUDA RECEPÇÃO

MÉTODOS DE PAGAMENTO

ENCONTRE-NOS

Reza a lenda que o corpo de S. Vicente, martirizado em Valência, foi trazido para Sagres, no Algarve, no ano 303. O primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, quis transferir as ossadas do santo para Lisboa. A acompanhar o barco vieram dois corvos (crows) que vigilantemente as protegeram.

Os corvos tornaram-se então símbolos de lealdade e proteção, conquistando um lugar no brasão da cidade: um à proa e outro à popa de uma caravela, vigiando o corpo de S. Vicente. Depois deste episódio, os corvos começaram a ser vistos como seres benévolos e adorados em Lisboa, onde até há poucos anos era habitual encontrá-los em muitos bares, chamando pelo nome os melhores clientes.

Atualmente, os corvos desapareceram de Lisboa e são cada vez mais esquecidos como símbolo da cidade.